sobre nós

A construção deste blog foi motivada pela “quase-completa” ausência no Brasil de debates, pesquisas, colóquios, seminários, teses, dissertações, artigos etc. sobre as desigualdades de Gênero na Arquitetura, Urbanismo e no Planejamento Urbano – ou no chamados Estudos Urbanos. “Quase-completa” porque sabemos que há iniciativas isoladas que não estão mobilizadas coletivamente a fim de ganhar força no mundo acadêmico. Por esta razão, gostaríamos que este blog fosse um instrumento de mobilização e de encontro, de troca de informações.

Há mais de 3 décadas as urbanistas estadunidenses, canadenses e européias/us, sobretudo, inglesas/es e espanholas, têm estudado a questão urbana numa perspectiva feminista. Geógrafas/os destes países também se dedicam ao debate sobre o espaço e gênero. Com enfoques diferentes, vemos que as pesquisas vem ganhando amplitude, repercutindo na América Latina (Argentina, Nicarágua, México, Colômbia etc.). No Brasil, este debate ainda não se estabeleceu, mesmo com trabalhos realizados por movimentos sociais e ONGs, desde a década de 90, esta problemática é ainda pouco pautada pela academia, apesar dos avanços. É possível encontrar algumas geógrafas/os no Brasil que se debruçam sobre o estudo do espaço a partir da perspectiva feminista. No entanto, entre arquitetas e urbanistas ainda são poucos os trabalhos acadêmicos e grupos de pesquisa.

Não esperamos, e nem desejamos, uma mera importação das pesquisas e estudos urbanos internacionais para a realidade nacional. Até porque, em alguns países, as reflexões entre urbanistas feministas já estão numa segunda onda, iniciada em meados dos anos 80 e 90, quando se fortalece uma grande crítica ao feminismo eurocêntrico e branco – Black Feminism nos EUA, sobretudo. A realidade e a problemática urbana de gênero no Brasil têm suas particularidades, assim como o feminismo, por isso a nossa ideia é a construção.

Queremos construir coletivamente e de forma solidária um pensamento crítico feminista sobre os estudos urbanos no Brasil. Por isso, todas e todos estão convidadas/os a contribuir com o blog FeminismUrbana a fim de que possamos estimular cada vez mais pesquisas e trabalhos, e formar uma rede de troca estimulante e construtiva para o presente e o futuro de nossas cidades e de nossa sociedade.

Diana HELENE Ramos _ desde 2004, atuo junto a diferentes movimentos sociais de mulheres, moradia e trabalho em São Paulo, Campinas e Rio de Janeiro. Foi esta atuação, na prática, que deu subsídios para realização da minha monografia de graduação, da minha dissertação de mestrado e do meu doutorado, que ganhou o prêmio Capes 2016 de melhor tese na área do Planejamento Urbano e Regional. Aprofundei os estudos interseccionais de gênero durante meu pós-doutorado na UQAM (Canadá), em 2017, e no IPPUR/UFRJ, em 2018. Atualmente, sou professora do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Alagoas e da Pós-graduação em Tecnologia para o Desenvolvimento Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde pesquiso e leciono sobre planejamento urbano, urbanismo, paisagismo, identidade, cultura e tecnologia, com enfoque nos estudos interseccionais e decoloniais.

Rossana Brandão TAVARES_ feminista, professora arquiteta e urbanista (TUR/EAU/UFF), coordenadora do Projeto de Pesquisa Práticas espaciais generificadas e os conflitos urbanos e socioambientais, professora de estudos sociais, planejamento e projeto urbano do curso de Arquitetura e Urbanismo da UNIGRANRIO, pesquisadora do LabMote e líder do NEUB, especialista e mestre em planejamento urbano e regional (IPPUR/UFRJ), doutora em urbanismo (PROURB/UFRJ) com doutorado sanduíche na AgroParisTech (Paris, França). Também tem acumulado experiência em assessoria para políticas urbanas, habitação, e de gênero no urbanismo.

(este blog é uma iniciativa autônoma)

 

5 pensamentos sobre “sobre nós

    • Que maravilha Luciana. Esse tema é fundamental! Além de uma possível resenha sobre sua publicação, temos alguns planos de fazer entrevistas e montar um congresso sobre o tema do blog. Vamos se manter em contato!
      Abraço feminista!

  1. Parabéns pelo blog, assunto de extrema importância, discutir cidade e gênero é o começo para cidades mais inclusivas. Principalmente hoje que o termo gênero é bem mais amplo. Sou arquiteto e pretendo fazer mestrado nessa área e com certeza o blog me ajudará a expandir meus horizontes … Obrigado!!!

    • Olá desculpe pela demora em responder. Acho que agora está um pouco tarde para isso… agradecemos o convite mesmo assim. Vamos deixar nosso e-mail aqui para facilitar o contato futuro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s