“Cidade e gênero: conceitos, teorias, políticas e práticas”, CURSO LIVRE na ESCOLA DA CIDADE – SP

190204_instafeed6.jpgO curso subsidiará uma reflexão crítica acerca de formas de planejamento contra hegemônicas, introduzindo conceitos, teorias e práticas no campo do planejamento urbano que incorporam gênero, entre outros marcadores sociais da diferença, como categoria de análise do território e base para a atividade planejadora.

O curso tem como objetivo:

– Apresentar os conceitos relativos à gênero como categoria de análise do território e para o planejamento urbano, considerando interseccionalidade ou a sobreposição de identidades sociais e sistemas relacionados de opressão, dominação ou discriminação – especialmente os marcadores sociais da diferença associados à esta abordagem como classe, raça, nacionalidade, sexualidade;

– Discutir abordagens teóricas do planejamento urbano e gênero internacionais e nacionais, versus abordagens totalizantes e universais, desenvolvendo análise crítica e explorando teorias contra hegemônicas recentes;

– Elaborar e refletir sobre os desafios da leitura do território e da prática do planejamento urbano, desde a concepção, gestão e implementação de políticas urbanas, considerando as diferenças de gênero e sociais.

ORGANIZADORAS:

Paula Freire Santoro: Arquiteta urbanista, professora nas disciplinas de Planejamento Urbano do Depto. de Projeto da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (FAUUSP), atualmente coordena projeto observaSP junto ao LabCidade FAUUSP (https://observasp.wordpress.com/) e coordena grupo de pesquisa CNPq. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: Plano Diretor, Planejamento Territorial, Meio Ambiente, Urbanismo, Plano Urbano, Gestão Social da Valorização da Terra, Mobilidade Urbana, espaço público/ comum.

Marina Kohler Harkot: Cientista social, é mestre em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, na Área de Concentração Planejamento Urbano e Regional e Linha de Pesquisa Políticas Públicas Urbanas. Defendeu em 2018 dissertação de mestrado onde utiliza o baixo uso da bicicleta como meio de transporte pelas mulheres de São Paulo como chave interpretativa para discutir de maneira mais ampla espaço urbano, mobilidade e gênero. É pesquisadora do LabCidade FAUUSP, onde pesquisa mobilidade urbana, gênero e temas correlatos. Atua como consultora em planejamento urbano em equipe multidisciplinar que desenvolve planos diretores e planos setoriais.

METODOLOGIA: Aulas expositivas, contando com convidadas especialistas nos temas de cada aula, recursos audiovisuais e debates em sala com os alunos.

PÚBLICO-ALVO: Estudantes de graduação e pós-graduação, profissionais

DATAS: Sábados, 11/5; 18/5; 25/5; 8/6; 15/6/2019

PERÍODO DE INSCRIÇÕES: Até 01/04/2019

HORÁRIO: 8h30 – 12h30

LOCAL: Escola da Cidade

CARGA HORÁRIA: 20 horas

Mais informações no link: http://www.escoladacidade.org/cidade-e-genero-conceitos-teorias-politicas-e-praticas/

PLANO DE AULAS
Aula 1 – Introdução
Temas abordados:
1. Apresentação do curso
2. Conceito de gênero
3. Feminismos
4. Marcadores sociais da diferença
5. Patriarcado
6. Mudanças na demografia, as novas famílias
7. Alterações no mercado de trabalho

Aula 2 – Um pouco de história
Temas abordados:
1. A mulher e a cidade na história: do privado…
2. A mulher e a cidade na história: … para o público

Aula 3 – Leituras e políticas do urbano com recorte de gênero, parte I
Temas abordados:
1. Violência e insegurança urbana
2. Mobilidade

Aula 4 – Leituras e políticas do urbano com recorte de gênero, parte II
Temas abordados:
1. Habitação
2. Planejamento urbano

Aula 5 – Movimentos de mulheres, resistências
Temas abordados:
1. Movimentos sociais, de mulheres, mulheres nos movimentos urbanos
2. Mulheres, o direito à cidade e os bens comuns
3. Encerramento do curso

BIBLIOGRAFIA
BORIS, Eileen. Produção e reprodução, casa e trabalho. In: Dossiê – Trabalho e Gênero: controvérsias. Tempo Social – Revista de Sociologia da USP, v. 26, n. 1, 2014, p. 101-121. Disponível em <http://www.periodicos.usp.br/ts/issue/view/6498&gt;, acessso 10 mai. 2018.
CARVALHO, Vânia Carvalho Carneiro de. Gênero e artefato: o sistema doméstico na perspec-tiva da cultura material. São Paulo, 1870-1920. São Paulo: Edusp, 2008.
FAINSTEIN, Susan S.; SERVON, Lisa J. Gender and planning: a reader. USA: Rutgers The State University of New Jersey, 2005. p. 67-85.
FARAH, Marta Ferreira Santos. Gênero e políticas públicas. Estudos feministas, v. 12, n. 1, p. 47, 2004.
FEDERICI, Silvia. Feminismo e as políticas do comum em uma era de acumulação primitiva. In: MORENO, Renata. Feminismo, economia e política: debates para a construção da igualdade e autonomia das mulheres. São Paulo: Sempreviva organização feminista, 2014, pp. 145-158.
GONZAGA, Terezinha de Oliveira. A cidade e a Arquitetura também mulher: conceituando a metodologia de planejamento urbano e dos projetos arquitetônicos do ponto de vista de gênero. Tese de doutorado, FAUUSP, julho de 2004.
MOUTINHO, Laura. Diferenças e desigualdades negociadas: raça, sexualidade e gênero em produções acadêmicas recentes. Cadernos Pagu, vol. 42, 2014, pp. 201-248.
NICHOLSON, L. Interpretando o gênero. Estudos Feministas. Vol. 8, No. 2 (2000), pp. 9-41. Publicado originamente em The Play or Reason: From the Modern to the Postmodern. Cornell University Press, 1999, p. 53-76.
OLIVEIRA, M. C.; VIEIRA, J. M.; MARCONDES, G. dos S. Cinquenta anos de relações de gêneo e geração no Brasil: mudanças e permanências. ARRETCHE, M. (org.) Trajetórias das desigualdades: como o Brasil mudou nos últimos cinquenta anos. São Paulo: Editora Unesp/CEM, 2015, pp. 309-334.
RAGO, Margareth. A mulher brasileira nos espaços público e privado. Editora Fundação Perseu Abramo, 2004.
SANTORO, Paula Freire. Gênero e planejamento territorial: uma aproximação. XVI Encontro Nacional de Estudo Populacionais, Caxambu, MG, 2008.
SCOTT, Joan. Gender: A Useful Category of Historical Analysis. The American Historical Review, V. 91, No. 5 (Dec., 1986), p. 1053-1075. Oxford University Press on behalf of the American Historical Association. Disponível em: <http://www.jstor.org/stable/1864376&gt;. Acesso em: 25 fev. 2018.
VILLAGRÁN, Paula Soto. Patriarcado y ordem urbano. Nuevas y viejas formas de dominación de gênero em la ciudad. In: Revista Venezoelana de Estudios de la Mujer, v. 19, n. 42. Caracas: Universidad Central de Venezuela, 2014.
Vídeo
Vídeo aula Elizabete Franco Cruz para o Núcleo Feminista de RI da USP – https://www.facebook.com/nucleofeministari/videos/1615119218587278/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s