As áreas exclusivas para mulheres no transporte público, o que fazer?

Uma polemica povoa o debate feminista no que cerne a relação direta da mulher com a cidade: a criação de áreas exclusivas para mulheres no transporte público. Com a recente aprovação da lei de vagões exclusivos para as mulheres em Brasília (2013), a controvérsia é aberta novamente. Mesmo sendo uma medida que visa proteger as mulheres de possíveis assédios, não há consenso de que seja uma boa iniciativa, inclusive entre as feministas. Para auxiliar no debate lançamos um enquete sobre o tema em novembro do ano passado, frente a uma nova polêmica em perfis e blogs feministas por conta da aprovação da lei em Brasília. Após ficar no ar por 4 meses (nov/2013 a fev/2014), fechamos a votação com pouco mais que 300 votos.
Anúncios

Seja bem vinda 2014!

Estamos começando um novo ano e planejamos várias coisas pras atividades do nosso blog!

A primeira coisa é finalizar nossa enquete sobre as áreas exclusivas para mulheres no transporte público. Já temos mais de 200 pessoas que responderam as perguntas e por isso sinalizamos o encerramento da votação pra essa semana, até o dia 16/02/2014!

Nossa próxima tarefa é comentar e divulgar os artigos e trabalhos que enviaram aqui pro blog tratando da relação entre gênero e cidade na América Latina. Aliás, um grande “obrigada” às pessoas que estão nos ajudando a criar essa rede. Estamos juntas(os)!

Por fim, vale lembrar que este é um ano marcado pela realização de um megaevento esportivo, a Copa do Mundo. Nós também queremos colaborar com o debate, tentando pontuar as violações de direitos em relação ao gênero nas cidades-sede. Nossa primeira iniciativa é a organização de uma sessão livre chamada MEGAEVENTOS E A INVISIBILIDADE DA PROBLEMÁTICA DE GÊNERO na “II Conferência Internacional  Megaeventos e Cidades”, que acontecerá de 27 a 30/04/2014. Em breve, divulgaremos mais informações aqui no blog!

Um grande beijo e feliz 2014!